Coisas que eu não entendo….

Entre as muitas coisas que eu não entendo porque não, eu não sei tudo e nem quero fingir que sei está a crescente presença de grandes grifes internacionais em revistas como Estilo, Cláudia, Manequim e Marie Claire – deixo a Elle de lado porque ela é bem mais fashionista. Quando começou eu achei interessante… uma boa ideia essa de levar algo diferente, o luxo, ao conhecimento do grande público leitor das revistas femininas – que em sua grande maioria não se preocupa nem um pouco em acompanhar desfiles, babados da moda e afins já que possuem suas profissões, em outras áreas, e por consequência maiores preocupações; são pessoas que buscam informações pronta a ser digerida, assim como eu busco na ‘Você S/A’.

Mas agora a coisa parece estar saindo fora de controle já que as roupas apresentadas estão cada vez mais caras e inacessíveis. Levando em consideração que tais revistas possuem como uma de suas funções orientar suas leitoras quanto a compra fico pensando se esse objetivo está realmente sendo atingido já que, se formos pensar no perfil das brasileiras, são poucas (pouquíssimas) as mulheres que realmente podem e querem comprar uma Chanel 2.55. Digo ‘querem’ porque não adianta ter o dinheiro para isso… é questão de ter foco e a grande massa prefere sua estabilidade financeira a um closet cheio de itens de luxo, por mais clássicos e atemporais que eles sejam. Sabe como é né… filhos, contas, compromissos financeiros, ambição por um carro melhor, uma casa bem mobiliada… e a moda entra, acho eu, depois de todas essas coisas (pra grande maioria).

No geral, trata-se apenas de uma reflexão onde eu deixo a pergunta… As revistas femininas apontam os produtos que queremos comprar?! O objetivo central está sendo atendido?! Ou será que são estes espaços que se vendem sem se preocupar com a satisfação plena de seus leitores?! Porque gente, eu não sei como funcionam essas coisas de editorial e, cada vez mais, acredito que há um certo coleguismo, sei lá. Se alguém animar de me ensinar/explicar serei eternamente grata.

E fica o apelo por uma exemplificação mais acessível. Roupas boas, sempre, mas não necessariamente o luxo.

5 Responses to “Coisas que eu não entendo….”

  1. Anonymous Says:

    Sempre pensei nisso mas achei que eu é que sou pobre demais, não tão rica, pra não ter como comprar aquelas coisas. Julianne.

  2. Anonymous Says:

    Adorei seu post Amanda. Faz todo sentido. Acho que a mídia nacional poderia dar maior destaque para a moda que é feita no Brasil. Por isso que eu tenho preferido os blogs. Muitos dão dicas valiosas e baratas de estilo.

  3. Dani Says:

    Ai, nem me identifiquei no meu último post. Sou a Dani🙂

  4. thecatwears Says:

    bom
    eu acho q essas revistas estão mosttrando o que eles querem, não o que os leitores querem, que é algo bom, bonito e barato…

  5. Anonymous Says:

    É seu aniversário hoje, não é? No twitter você falou algo de niver. Tudo de bom pra você Amanda que é essa blogueira de opinião forte e por isso incomoda os preguiçosos. Todo sucesso pra você. Um dia farei a consultoria de imagem com você. Paula.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: