Tchau, tchau Fashion Rio

O Fashion Rio acabou e admito que já estava cansada de tudo e numa super expectativa pra SPFW. Mesmo cobrindo de longe, porque não me deram a credencial de imprensa, estou com super boa vontade e muito curiosa. Porque a ordem é fazer bem feito.

E olha, só vou na SPFW quando conseguir a credencial. A não ser que por um milagre no universo eu consiga muitos (muitos mesmo) convites… e não só alguns. No Fashion Rio vou se me derem a viagem. Uha. Brincadeira. O futuro é misterioso.

Para fazer minha cobertura vou apostar:
As fotos, vou continuar pegando emprestado do site da Palomino e do Chic – só que boto muita fé que o evento coloque, dessa vez, as fotos mais rapidamente. O bom é que eles postam vários detalhes!!! Uhu.

Voltando ao que importa. A semana de moda carioca acabou e adorei algo que a Gloria Kalil falou… ‘Sai a moda, entra o estilo. Hora de ir para a frente do espelho e decidir: que tipo de coisa me veste bem e me representa direito? É isso fazer exercício de estilo: decidir por si o que lhe vai melhor sem ter uma listinha de acertos nas mãos. Fácil? Não muito, reconheço. É muito mais tranquilo ter alguma orientação’. Simples, não?! Haha, não mesmo. Como disse a super Gloria, orientações facilitam a vida, mas nos levam facilmente ao erro. Pensem só. Mais do que nunca chegou a hora de buscar não aquilo que vai estar na moda, mas sim o que veste bem

De toda forma, acho que vimos muito preto, muita calça curta com gavião baixo (feitas nas mais diversas formas e modelagens), aplicações e texturas mil. Só que não acho que se possa dizer que são tendências… até mesmo porque, como disse a Gloria, nada disso foi realmente repetido a exaustão, seguindo uma só fórmula. É preciso esperar a SPFW e ver o que vai ferver de fato.

Alias, sempre que me perguntaram, nesses dias, sobre as tais das tendências preferi dizer para esperarem as semanas de moda acabarem…. porque ainda é cedo e, no fim, quem têm mesmo voz é o evento paulista. E continuo firme nesse pensamento.

Como eu estava dizendo…. Vimos muito preto nesse Fashion Rio, muito mesmo. Mas não só o preto em si, mas azul marinho, cinza fechado e chumbo. O que isso quer dizer?! Que talvez o inverno venha um pouco mais fechado, com uma pegada levemente tétrica. Viajei!

Mas o lado interessante é que o preto não surge sempre pesado e fechado, pois ganha leveza nas transparências e nos decotes; indo além, aplicações e estampas dão outra característica a essa cor.
  • Tessuti
  • Cantão
  • Graça Ottoni
  • Koolture
  • Melk Zda
  • Printing
  • Virzi
  • Redley
  • Mara Mac
  • Printing
Outro detalhe muito visto foram as texturas e aplicações, que surgem nas mais diversas formas e nos mais variados momentos. Algumas vezes como bordados, outras como tricôs ultra marcados ou afins.  Canutilhos, brilhos, tanta coisa. Mas claro né, nem tudo junto.

Acho que a ordem é o equilíbrio em boas grandes doses de bom senso. Sabe do que digo?! Se uma peça é super trabalhada, a outra é lisa e pouco chamativa. Se a textura é ousada, a modelagem é limpa. Existe espaço para respirar.
  • Alessa
  • Apoena
  • Cavendish
  • Coven
  • Tessuti
  • Juliana Jabour
  • Espaço Fashion
  • Sta. Ephigênia
  • Printing
  • Walter Rodrigues
Para as tão faladas calças, alguns pontos foram percebidos em várias passarelas. Falo de calças curtas, gancho baixo, afuniladas em baixo, larguinhas em cima, cintura de média a alta. Se você pensa que tudo isso engordar, pode começar a rever seus conceitos. Acredite que com um bom corte, e um tecido que não marca, esse modelo de calça pode disfarçar perfeitamente culotes. Aha! Eu já amei essa ideia.

A questão é que essa largurinha a mais no quadril não deve ser mega exagerada, deve ser discreta. E, para as mulheres mais baixinhas, prefira os modelos longos – evitando as canelas de fora. 
  • Elisa Chanan
  • Maria Bonita Extra
  • Printing
  • Espaço Fashion
  • Sta. Ephigênia
  • Cavendish
  • Claudia Simões
  • Coven
  • Koolture
  • Kylzia Ribas
Mas o Fashion Rio foi isso. Se for pra falar das marcas que mais gostei elejo: Printing, Francisca, Cantão, Maria Bonita Extra e Sta. Ephigênia. Isso num olhar bem de consumidora e personal stylist. Porque, no fim, a moda precisa vender.

E alguém me conta, cadê a Drosófila?!

One Response to “Tchau, tchau Fashion Rio”

  1. tupimag Says:

    Moda, imagem e ação.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: